Audi A3

desde 1997 lançamento

Reparo e operação do carro



Audi A3
+ Instrução de manutenção
+ Partida atual e serviço
+ Motor
+ Esfriar sistemas, aquecendo-se
- Sistema de provisão de poder e produção dos gases cumpridos
   + Sistema de provisão de poder
   + Sistema de injeção de combustível
   + Sistema de injeção do motor diesel
   - Sistema de produção dos gases cumpridos
      Operação do conversor catalítico
      A segurança mede para uma exceção de danos do conversor catalítico
      Remoção e instalação de sistema de lançamento
      Verificação de sistema de lançamento
      Substituição do cachecol central/adicional
      Cheque de sistema de lançamento em tensão
      Substituição do sensor de oxigênio
+ Equipamento elétrico de motor
+ Caixa manual de deslocamento de engrenagem
+ Câmbio automático e modelos com o passeio de quatro rodas
+ União e cabos de poder
+ Sistema de freios
+ Suporte de forma triangular de interrupção e direção
+ Corpo
+ Equipamento elétrico de bordo
+ Gráficos elétricos



A segurança mede para uma exceção de danos do conversor catalítico

INFORMAÇÃO GERAL

Esquema de sistema de um turbocompressor

1 - um adsorber com carbono absorvente
2 - o oleoduto de ventilação do tanque de combustível
3 - a válvula backpressure de um adsorber com carbono absorvente
4 - um turbocompressor com o passeio de gases de escape
5 - regulador de pressão de combustível
6 - oleoduto de entrada (estrada de combustível)
7 - ventilação de um caso do motor
8 - a válvula backpressure de um adsorber com carbono absorvente
9 - conexão no caso de uma válvula de borboleta
10 - a intergeladeira (uma geladeira do ar forçado)
11 - receptor intermais fresco
12 - a válvula de atalho no momento do movimento por uma organização
13 - a válvula eletromagnética de restrição de pressão de pressurização
14 - válvula de restrição de pressão de sistema de ventilação de um caso
15 - eletricamente a válvula adsorber feita funcionar

Para uma exceção de danos do sensor de oxigênio e o conversor catalítico é necessário cumprir as seguintes exigências:

Motores de gasolina

– Seguramente aplique a gasolina só sem chumbo.
– Permite-se que a partida de aquecido óleo Diesel motor empurrar ou reboque só execute em uma tentativa e na distância não mais do que 50 m. Melhor com esta finalidade aplicar um fio inicial. Não incendiou o combustível na ignição pode levar a superaquecer do conversor catalítico e a sua destruição.
ATENÇÃO

O lançamento de carros com em é por razões técnicas impossíveis.


– Na dificuldade com o lançamento do motor não é necessário incluir um autor demasiado muito tempo. Ao mesmo tempo a injeção contínua do combustível faz-se. É necessário revelar e retirar uma causa do defeito.
– Se houver maus funcionamentos com o sistema da ignição, determinando o seu caráter é necessário excluir a injeção do combustível no momento da inclusão de um autor. Com esta finalidade comutador - do revezamento da bomba de combustível.
– Nunca passe o combustível em um tanque de gasolina completamente.
– No momento da emergência de interrupções na ignição não aumentam a velocidade do motor e imediatamente eliminam o mau funcionamento.
– Só aplique as tomadas de faísca recomendadas.
– Não executa uma inspeção de uma faísca com a conexão shtekerny desligada de uma tomada de faísca.
– O teste da operação do cilindro pela desconexão de um arame da ignição da sua vela não se permite. Ao mesmo tempo não incendiou o combustível vem ao conversor catalítico.
– Não pare o carro sobre a folhagem seca ou uma grama. O sistema da produção dos gases cumpridos em volta do conversor catalítico muito quente também irradia o calor até depois de uma parada de motor.
– Não se apresenta em elementos do sistema do lançamento de meios da proteção do fundo do carro.
– Não se permite modificar um desenho de telas protegem o calor.
– Quando encher o motor com o óleo especialmente presta atenção para não exceder o nível indicado no índice como Max em absoluto. O excesso de óleo devido à combustão incompleta vem ao conversor catalítico e pode danificar a sua cobertura do metal misturado ou completamente destruir o conversor catalítico.

Turbocompressor

Os motores de gasolina de 1,8 l 150 h.p. equipam-se de um turbocompressor.

O turbocompressor tem duas turbinas instaladas em um cabo e colocadas em dois casos separados: a turbina de condução que funciona dos gases cumpridos e a turbina de entrega que comprime o ar que vem ao motor. Ao mesmo tempo a velocidade angular da rotação de um cabo da turbina consegue 120.000 revoluções por minuto. O lubrificante de um turbocompressor transporta-se fora do sistema de lubrificação de motor. Além disso o turbocompressor esfria-se com o líquido de sistema de esfriamento de motor.

O aumento na capacidade de motor à custa de uma supercarga do turbo consegue 100%. O crescimento do poder entre outras coisas depende da pressão do deixado respirar que em motores de carros faz 0.4 – 0,8 barras (a pressão aérea em pneumáticos faz 1,8 barras). A pressão de ar controla-se pelo sensor. Se a pressão de ar exceder o valor estabelecido, a válvula do ajuste da pressão abre-se, reduzindo-o.

Junto com o aumento do poder devido à aplicação de um turbocompressor também os aumentos de torque que, em primeiro lugar, afeta a melhora da elasticidade do motor. Uma condição da pressurização fiável é a rotação de um turbocompressor com a velocidade necessária. Por isso, no turbocompressor bastante pequeno de motor que começa já a trabalhar em pequenos números de voltas do motor se estabelece e aumenta o seu torque.

Entre um turbocompressor e um caminho de entrada do motor há uma intergeladeira (uma geladeira do deixado respirar). O esfriamento de ar fomenta o aumento na capacidade de motor como o ar frio graças à densidade mais alta tem o conteúdo mais alto de oxigênio.

No motor diesel o turbocompressor ajustável (um turbocompressor com a geometria ajustável) fornece o aumento na capacidade de motor. O ajuste liso de pás executa-se por um sistema de controle do motor via a válvula eletromagnética e uma caixa de vácuo. Graças a ele em qualquer velocidade a pressão ótima da pressurização e por aquele aumento na capacidade de motor consegue-se, especialmente, em voltas baixas do motor.

O turbocompressor representa o mecanismo de precisão. Por isso, por via de regra, em caso do mau funcionamento o turbocompressor deve substituir-se.

Maus funcionamentos de um turbocompressor

Se o turbocompressor trabalhar incorretamente, pode determinar-se por desaceleração de poder ou impossibilidade da realização da velocidade máxima na suposição que o sistema da injeção do combustível trabalha normalmente. Pode causar-se pelo rombo em sistema ou mau funcionamento de um turbocompressor. A seguinte sequência de cheques recomenda-se:

Rombos em sistema

Verifique que uma mangueira aérea entre um turbocompressor e o oleoduto de entrada via a intergeladeira da existência de intervalos, fendas, as conexões enfraquecidas etc. e no momento da sua detecção os elimina. Verifique se não há magreza entre uma cabeça de cilindros e o oleoduto de entrada. Pode acontecer por causa da colocação incorreta ou, em certos casos, por causa do turno de oleoduto.
A magreza pode estar em flanges se unem entre um coletor final e uma cabeça de cilindros ou entre um coletor final e um turbocompressor.

turbocompressor defeituoso

Verifique a pressão de pressurização em uma oficina. Pode ser demasiado alto ou demasiado baixo. Se pressão demasiado alta, então pode ser a causa dele o mau funcionamento da válvula eletromagnética da restrição da pressão da pressurização ou um receptor da válvula de ajuste da pressão da pressurização. A pesquisa de opinião pública da memória do dispositivo da diagnóstica em uma oficina ajudará a estabelecer onde mau funcionamento.

Se a pressão demasiado baixo, então é possível suspeitar um receptor do dispositivo da restrição da pressão da pressurização. De outra maneira o turbocompressor tem de ser defeituoso.

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO DO TURBOCOMPRESSOR

Conhece-se que o motor depois de uma longa viagem com uma alta velocidade não pode apagar-se ao mesmo tempo, é necessário permitir-lhe trabalhar um pouco perdendo tempo. A razão dele no seguinte: se ao mesmo tempo matar o motor "superaquecido", então o carregamento de um cabo de um turbocompressor vai se esquentar para que o óleo do lubrificante do carregamento possa queimar. Em tal endereço e reinício o turbocompressor falhará logo.

O turbocompressor é bastante sensível a sujeira ou objetos alheios, por isso, no momento de remoção e instalação é necessário observar a pureza.

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Desconecte um arame "do peso" da bateria recarregável (não se esqueça da codificação do rádio-receptor).
2. Retire uma mangueira aérea de um turbocompressor.
3. Aperte a mangueira de esfriar o líquido que vai a um turbocompressor por meio de uma braçadeira ou líquido de esfriamento de fusão.
4. Levante e estabeleça uma parte avançada do carro em suportes.
5. Desconecte a fixação do sistema de escape de RKPP. Desconecte o catalisador de um turbocompressor (4 nozes). Desconecte os tubos de óleo de levar e fornecimento de um turbocompressor. Olha que menos óleo se derramou. Do partido mais baixo apagam pinos da fixação de um turbocompressor de um coletor final. A estes pinos é difícil, por isso, conseguir é necessário usar uma chave conveniente (uma chave de gorro em 12 mm). Ao mesmo tempo mantenha um turbocompressor e quando todos os pinos se retiram, o estendem. A instalação executa-se como deve ser, o regresso à remoção. Sempre use novas nozes e pinos. Antes da conexão de um tubo de uma provisão de óleo preenchem um pouco de óleo em um turbocompressor (lubrificante preliminar). No início não permita ao motor funcionar em altas voltas.